Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Escrita sem sentido nenhum

É o nome mais justo, porque na verdade não tem sentido nenhum só uma grande vontade de escrever sobre o meu dia a dia, filhos, marido, isto de ser mulher, de estar longe dos meus, das saudades, dos bons amigos, das coisas simples...

Escrita sem sentido nenhum

É o nome mais justo, porque na verdade não tem sentido nenhum só uma grande vontade de escrever sobre o meu dia a dia, filhos, marido, isto de ser mulher, de estar longe dos meus, das saudades, dos bons amigos, das coisas simples...

07.Mar.15

#10 1ª gravidez vs 2ª gravidez parte 1

Quase a chegar ao fim da 2ª gravidez vejo como foi vivida de uma maneira completamente diferente da 1ª.

A magia não foi a mesma nem o entusiasmo, acredito que quando planeamos as coisas é diferente, por isso o factor surpresa não ajudou muito. Passando o susto, o entusiasmo apareceu, mas não foi o mesmo. O que senti é que só queria/quero chegar a parte boa, o dia do nascimento do bebé.

O facto de terem sido vividas em estações diferentes fez toda a diferença. No Verão foi mais fácil, principalmente a parte do vestir. Apesar de na recta final o calor não me deixar dormir.
E sol é alegria :)

Nesta não durmo e não é por causa do calor, não durmo porque a criança mexe-se muito, o dia todo, mas a noite deve achar que tem ainda mais piada.
Sempre achei que ia achar um piadão andar de casacos de inverno com barrigão - Not - acabo por passar frio, não consigo fechar os casacos.
É um dilema sair de casa, um filme pensar no que vestir, quer dizer fazer uma selecção das poucas peças que neste momento me servem e me sinto confortável, juntar algumas e sair minimamente apresentável.

Esta gravidez parece que demorou meses, sim mais que 40 semanas e ainda estou nas 36 semanas, vimos o verão, outono, natal, carnaval e na volta ainda apanhamos a Pascoa.

Tudo apareceu mais rápido, a barriga, o enjoos que ainda ficaram por cá algum tempo, a vontade de comer apesar da dos enjoos, os kg na balança. Até a azia fez o favor de desaparecer rápido - graças a  Deus.

Vou aproveitar e pedir desculpa ao Francisco por todas as coisas que não fiz nesta gravidez, e fiz na da Inês peço desculpa pela falta de fotos, de memórias que não registei. Todas a ideias que tive quando soube que estava gravida - que foi ate relativamente cedo - e não conclui nenhuma.

Amo- te muito Francisco, não és menos especial para mim por isso.

Edna Morais *