Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Escrita sem sentido nenhum

É o nome mais justo, porque na verdade não tem sentido nenhum só uma grande vontade de escrever sobre o meu dia a dia, filhos, marido, isto de ser mulher, de estar longe dos meus, das saudades, dos bons amigos, das coisas simples...

Escrita sem sentido nenhum

É o nome mais justo, porque na verdade não tem sentido nenhum só uma grande vontade de escrever sobre o meu dia a dia, filhos, marido, isto de ser mulher, de estar longe dos meus, das saudades, dos bons amigos, das coisas simples...

08.Dez.15

#139 Compras de natal

Começou a correria as prendas, alguns subsídios de natal já chegaram a conta e as cabeças começam a pensar.

Comprar é a palavra de ordem. Prendas, lembranças.

É tudo a experimentar, dessarumar, pensar, perguntar, nós a arrumar, a repor, a responder, buracos na loja para tapar.

Andamos km dentro da loja. Tem de ser, não há tempo para conversas umas com as outras, para ver a roupa nova que chega a pormenor, para separar as prendas que queremos compras.
As caixas não param de chegar e a loja tem de ser reposta, o ideal era dizer:

- Parou só um bocado!!! Só para colocarmos mais roupa para comprarem.

Estes dias são cansativos. Doem me as pernas de andar, doem me as costas do meu filho super pesado.

Agora faço menos horas e o meu corpo já não esta habituado a essa vida confesso.

Entrar mais cedo, sair mais tarde, umas vezes umas, outras vezes outras, é a nossa vida no Natal.

Nesta altura se pudesse tinha uma alma caridosa para me fazer a comida, arrumar a roupa, lava-la e tudo e tudo. Mas não tenho contento-me comigo e com o meu Luís. Para semana chega o mimo e sei que sem duvida vai ser mais fácil.

Boas compras de Natal , toca a colocar prendas debaixo da árvore.


(imagem via google.pt)


Edna Morais *

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.