Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Escrita sem sentido nenhum

É o nome mais justo, porque na verdade não tem sentido nenhum só uma grande vontade de escrever sobre o meu dia a dia, filhos, marido, isto de ser mulher, de estar longe dos meus, das saudades, dos bons amigos, das coisas simples...

Escrita sem sentido nenhum

É o nome mais justo, porque na verdade não tem sentido nenhum só uma grande vontade de escrever sobre o meu dia a dia, filhos, marido, isto de ser mulher, de estar longe dos meus, das saudades, dos bons amigos, das coisas simples...

23.Jun.17

#190 TBT

 
 
 
#tbt
 
 
Neste mês de Junho que nunca mais acaba, é a 2ª vez que fico em casa de quarentena, primeiro a Inês agora o Francisco. Já ficam despachados como se costuma dizer. ~

A varicela chegou a nossa casa.

Quando foi a I. ficava o dia todo em casa e a noite ia trabalhar, andava rota. Desta vez não fiz isso entre folgas e compensações fiquei em casa com ele, as vezes com os dois, assim passou uma semana.

Tenho tido tempo para pensar, entre sestas, banhos, estender roupa, engomar, cozinhar, essas coisas todas que todos adoramos - nem por isso -  mas acabamos por fazer, que remédio.

Pensei, voltei atrás, fiquei feliz, fiquei triste, deu para sentir de tudo. Vamos fazer 10 anos de casados, para mim não só 10 anos de casados, são 10 anos que me levaram a mudar de cidade e a mudar muito, como nunca imaginei que muda-se.

Quando somos mais novos, vivemos de verdades absolutas, de convicções inabaláveis, e a medida que vamos crescendo, que nos vamos moldando, vamos digerindo todas essas verdades, adaptando-as nossa realidade. É preciso ter tomates para admitir, que não era das pessoas mais queridas, mas é verdade não era. Uma Edna intolerante, extremista. Sem falar de toda aquela parvoíce que era própria, típica da idade.

Continuei a pensar e gostava de ter aproveitado melhor o tempo, porque 10 anos passam num abrir e fechar de olhos, nós é que pensamos que não. Gostava de ter tido mais tempo para amigos que fiz, que hoje já não fazem parte do meu dia a dia -  minha culpa, nossa culpa - resumindo tenho saudades.
De não ter namorado mais, ter passeado mais, ter experimentado comidas novas.

Uma coisa já sei, o tempo passa rápido demais...

Fico por aqui vou acabar de arrumar a cozinha, antes que o meu F. super mimalho e amigo da sua chucha, chame a sua pessoa preferida. Eu!!!!






Gosto de ter fotos em casa, assim vamos vendo a "evolução" ao longo dos anos, e sabe muito bem.

Edna Morais *