Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escrita sem sentido nenhum

É o nome mais justo, porque na verdade não tem sentido nenhum só uma grande vontade de escrever sobre o meu dia a dia, filhos, marido, isto de ser mulher, de estar longe dos meus, das saudades, dos bons amigos, das coisas simples...

Escrita sem sentido nenhum

É o nome mais justo, porque na verdade não tem sentido nenhum só uma grande vontade de escrever sobre o meu dia a dia, filhos, marido, isto de ser mulher, de estar longe dos meus, das saudades, dos bons amigos, das coisas simples...

01.Mar.16

#153 Finalmente os 4

Sempre fui picuinhas em relação a minha casa, mesmo quando ela não foi das melhores, mas era a minha casa. Tinha sempre vontade de para lá voltar, porque não havia melhor sensação do que estar junto as minhas coisas, as minhas pessoas.

Ontem o Francisco teve alta. Que bom!!!

O F. é amigo dos vírus, como disse uma médica. Espero que essa amizade não seja para durar.
F. a escolher mal as companhias desde de 2016.

Começa com uma bronquiolite e depois descobre-se que há mais alguma coisa a mistura.
Os olhos enganam, vemos um bebé aparentemente forte e na verdade é uma flor de estufa.

Ontem viemos para casa, 5 noites que pareceram 10. Naquele sofá/poltrona maravilhoso. Um corre corre para trocarmos. A Inês com as tias, a dormir tarde e a acordar cedo, para eu conseguir ir cedo trocar com Luís de manha - ele passou quase todas as noites com ele.

Foi uma semana pesada.

Já passou.

Já estamos em casa, o melhor sitio para estarmos os 4.

Ontem quando entrei a sensação foi tão boa.

F. esquece os vírus, não dês mais sustos a mamã e ao papá.

Já agora benvindo Março

P.s Ontem a Inês não queria vir para casa, queria ir primeiro para casa da tia Sandra. Felizmente já não era preciso.

Edna Morais






Pág. 2/2