Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Escrita sem sentido nenhum

É o nome mais justo, porque na verdade não tem sentido nenhum só uma grande vontade de escrever sobre o meu dia a dia, filhos, marido, isto de ser mulher, de estar longe dos meus, das saudades, dos bons amigos, das coisas simples...

Escrita sem sentido nenhum

É o nome mais justo, porque na verdade não tem sentido nenhum só uma grande vontade de escrever sobre o meu dia a dia, filhos, marido, isto de ser mulher, de estar longe dos meus, das saudades, dos bons amigos, das coisas simples...

11.Dez.17

#210 7 de dezembro

 

O dia era importante, parecia que nunca mais chegava, tínhamos a ecografia no hospital para ver o nosso Kinder surpresa, ver se estava tudo bem, para fazer as medições.

Estava de folga, então aproveitamos e fizemos algo que normalmente não conseguimos fazer, fomos os dois almoçar fora.

O Luís para experimentar sítios novos para comer ainda é pior que eu. Lá fomos nós comer um hambúrguer diferente segundo ele. Até correu bem, saiu de lá satisfeito.

 

As 14.30 estávamos nós no hospital a espera que nos chamassem. Meia hora depois, entramos. Bebé mexilhão - acho que era o reflexo do almoço -tinha acabado de almoçar - não parava quieto. O que não ajudava nada para fazer as medições. Estivemos meia hora lá dentro.

Estava feita totó a olhar para o ecrã... ficava ali mais tempo se pudesse. Tudo ok, medidas nos parâmetros normais, os dois felizes e aliviados. Vimos um bebé que não parava quieto e com um nariz arrebitado. No final a médica deu-nos um palpite no sexo... saimos do hospital mesmo felizes.

 

Deixei o Luís no trabalho, e fui buscar a Inês. Estivemos quase 2 horas numa tentativa falhada de ir ao dentista. Desistimos porque a consulta não estava atrasada, estava muito atrasada. Quando íamos no carro buscar o Kiko ela diz me que achava que o dente tinha saído. E saiu mesmo! Guardamos para podermos deixar de baixo da almofada para a fada dos dentes poder levá-lo.

A fada dos dentes foi apanhada desprevenida, em troca do dente deixou algumas moedas - eu não tinha levantado dinheiro, e o Luís que nunca anda com dinheiro, tinha menos de dois euros - que fizeram a felicidade da Inês quando acordou. Dia 7 foi um dia bom, bebé ok e a Inês perdeu o primeiro dente.

 

Edna Morais*

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.