Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Escrita sem sentido nenhum

É o nome mais justo, porque na verdade não tem sentido nenhum só uma grande vontade de escrever sobre o meu dia a dia, filhos, marido, isto de ser mulher, de estar longe dos meus, das saudades, dos bons amigos, das coisas simples...

Escrita sem sentido nenhum

É o nome mais justo, porque na verdade não tem sentido nenhum só uma grande vontade de escrever sobre o meu dia a dia, filhos, marido, isto de ser mulher, de estar longe dos meus, das saudades, dos bons amigos, das coisas simples...

09.Abr.15

#27 Xiuuuu pouco barulho - ou não

Fui levar a Inês á escola, chego a casa e começo a fazer uma espécie de limpeza a casa, este fim de semana em principio temos visitas, e convém ter a casa minimamente arrumada, quando a I. chegar a casa, esta minha visão romântica da casa arrumada acaba.

Digo espécie, porque é mais tirar o pó e arrumar as coisas nos seus sítios de origem ,do que limpar como se não houvesse amanha, eu não vivo para casa, a casa vive para mim.

É a melhor maneira - filosofia - de não sermos escravos das nossas coisas, no sitio aonde devemos estar mais a vontade.

Limpo o pó, arrumo as tralhas da I. o Francisco dorme tranquilo no sofá, e de repente ligo o aspirador, além da maquina de lavar, a tv ligada.

Penso coitado, a I não passou por isso,tínhamos tanto cuidado com os barulhos.

A culpa de fazer muito barulho enquanto ele dorme, passa-me logo.

Ele tem de se habituar ao barulho - digo para mim, a minha consciência fica logo mais descansada.

Os 1º filhos são uns privilegiados, os 2º ainda devem ter alguns privilégios, os 3º como eu já devem ter poucos, nem quero imaginar o 4º , 5º....

Edna Morais *





Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.