Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Escrita sem sentido nenhum

É o nome mais justo, porque na verdade não tem sentido nenhum só uma grande vontade de escrever sobre o meu dia a dia, filhos, marido, isto de ser mulher, de estar longe dos meus, das saudades, dos bons amigos, das coisas simples...

Escrita sem sentido nenhum

É o nome mais justo, porque na verdade não tem sentido nenhum só uma grande vontade de escrever sobre o meu dia a dia, filhos, marido, isto de ser mulher, de estar longe dos meus, das saudades, dos bons amigos, das coisas simples...

04.Mai.15

#38 Despedidas


Adeus é uma palavra difícil, pesada.

Saudade sensação chata, carregada de lembranças, vontade de estar, as vezes chega a ser dolorosa.

Nunca me imaginei longe dos meus, quando falo dos meus falo de mãe, irmãos, sobrinhos, avô, tios, primos.
A verdade é que ao longo dos anos sem nos apercebermos foi cada um para um sitio.

Não estamos chateados, nem coisa que pareça, estamos "apenas" longe.

O nosso ponto de encontro mudou.

Era sempre o mesmo, na casa dos meus avós , ao domingo depois de sairmos da igreja. Mesmo se não fossemos a igreja, era certo almoçarmos lá.

Com essas mudanças todas, as despedidas e a saudade estão bem presentes na nossa vida.

Não nos queixamos, aceitamos.

Temos de nós proteger, ficar muito feliz com cada (re)encontro e ter escudo para a hora do adeus.

Não estou triste, sei que tem de ser assim, mas custa.

Até amanhã mãe



É  mais ou menos isso...



Edna Morais *




2 comentários

Comentar post