Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Escrita sem sentido nenhum

É o nome mais justo, porque na verdade não tem sentido nenhum só uma grande vontade de escrever sobre o meu dia a dia, filhos, marido, isto de ser mulher, de estar longe dos meus, das saudades, dos bons amigos, das coisas simples...

Escrita sem sentido nenhum

É o nome mais justo, porque na verdade não tem sentido nenhum só uma grande vontade de escrever sobre o meu dia a dia, filhos, marido, isto de ser mulher, de estar longe dos meus, das saudades, dos bons amigos, das coisas simples...

31.Mai.15

#49 Tarde das meninas

Ontem as meninas foram "passear" não foi nada combinado. Tinha de ir fazer as unhas. O sr. Luís já estava em stress porque ia ficar com os dois - a Inês estava eléctrica, o Francisco a dormir, só o ouvia a dizer:

Shiuuuu Inês!!!.

Depois lá perguntou - Ela pode ir contigo?

Os homens são engraçados, fico com eles sozinha quase todos os dias, ele ia ficar 2 horas já é um filme, enfim.

Lá fomos nós, já não andávamos as duas no carro pequenino da mamã a muito. Ela ficou toda feliz, eu também.

Prometeu que ia portar se bem, claro que não foi bem assim.

A minha filha na rua transforma-se, ela não se cala, falou, falou, contou tudo mais alguma coisa - eu ria-me, ficava com vergonha...

Quando voltamos, quando se apercebeu que o passeio estava a acabar, disse que queria andar mais um bocadinho no carro com a mamã - fofinha - fomos a frutaria, comprar o seu novo amor cerejas, para o piquenique que vamos fazer hoje a tarde.

Cheira me que o piquenique vai ser por casa.

Vou ver se faço isso mais vezes, saída de meninas, só as duas como era antes do mano, nem que seja só um bocadinho. Pelos vistos temos as duas saudades.

Edna Morais *


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.