Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Escrita sem sentido nenhum

É o nome mais justo, porque na verdade não tem sentido nenhum só uma grande vontade de escrever sobre o meu dia a dia, filhos, marido, isto de ser mulher, de estar longe dos meus, das saudades, dos bons amigos, das coisas simples...

Escrita sem sentido nenhum

É o nome mais justo, porque na verdade não tem sentido nenhum só uma grande vontade de escrever sobre o meu dia a dia, filhos, marido, isto de ser mulher, de estar longe dos meus, das saudades, dos bons amigos, das coisas simples...

30.Jun.15

#66 Sobrevivemos

Sobrevivemos a primeira viagem a 4, um fim de semana que mais pareceu 1 semana fora de casa.

Na 6ª feira fomos para Lisboa e voltamos ontem. Fomos ao casamento do meu amigo David mais conhecido por Mokas.

Tudo o que pensei que podia acontecer com o Francisco não aconteceu, foi uma paz de alma.
Dormir, dormir, dormir, foi a palavra de ordem para o F. , sujou menos bodies do que o esperado, mas os babetes não chegaram.

Sábado fomos ver o tio, os primos, o meu avô João, os meus tios. A mana mais velha ao fim do dia vomitou algumas vezes. No domingo de manhã, acordou cansada mas bem disposta, ponderamos não ir ao casamento, mas como não voltou a vomitar lá fomos e correu tudo bem.

Vimos o Mokas a casar - Que sejas muitooooooo feliz!!! É o que te desejo hoje e sempre.

Fiquei com a lágrima no canto do olho, vi os meus amigos, passei o dia com o totó do meu irmão, não dancei porque não sei dançar, tiramos fotos para mais tarde recordar.

Ontem arrumamos as trouxas e voltamos para casa. Quando cheguei a casa e vi o meu sofá, parecia ter visto um pote de ouro no fim do arco-íris.

Home sweet home.

Edna Morais *



2 comentários

Comentar post