Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Escrita sem sentido nenhum

É o nome mais justo, porque na verdade não tem sentido nenhum só uma grande vontade de escrever sobre o meu dia a dia, filhos, marido, isto de ser mulher, de estar longe dos meus, das saudades, dos bons amigos, das coisas simples...

Escrita sem sentido nenhum

É o nome mais justo, porque na verdade não tem sentido nenhum só uma grande vontade de escrever sobre o meu dia a dia, filhos, marido, isto de ser mulher, de estar longe dos meus, das saudades, dos bons amigos, das coisas simples...

02.Jul.15

#69 As mães também ficam doentes

Ontem a mãe cá de casa ficou doente!

No domingo acordei com dor de barriga, mas como ao longo do dia não senti mais nada não liguei mais. Segunda feira também não, pensei cá para mim, andou para ai uma virose, mas só "apanhou" a Inês.

Ontem com a mania de as vezes não tomar o pequeno almoço comi uma fatia de bolo caseiro e bebi um café por volta das 10h. Fui a fisioterapia com o Francisco, quando voltei comecei a fazer o almoço, comecei a sentir-me mal disposta.

Almocei, quer dizer tentei, depois de umas garfadas do arroz, ele ameaçou sair então parei. 

Passado algum tempo deixou de ameaças, lá saiu. Comecei a vomitar por volta das 14h e assim continuei até as 20h. Tive de ligar ao Luís, porque não parava mesmo, coitado do meu F. teve de ser interrompido 2 vezes enquanto mamava. 

Veio para casa, foi buscar a I. , que quando chegou a casa ficou muito a admirada porque a mamã estava a "tossir" - leia-se vomitar - como ela tinha "tossido" no carro.
Atenciosa e fofinha como é, estava toda preocupada, sempre a dar-me mimo.

As 20h decidi ir ao hospital, porque hoje convinha estar melhor, a minha amiga acompanhou-me.
E foi uma "saída" até as 4h da manhã. 
Chegamos as urgências as 21h, tivemos 1h a espera para ir a triagem, esperei 2h para ser vista pelo médico, estive quase 3h e tal a ser medicada e a espera das analises. Quando finalmente tenho alta, vou ao balcão pagar e o médico tinha posto outro nome, toca a voltar para trás. Uma gastroenterite aguda.

Isto tudo pela módica quantia de 30€.

Cheguei a casa, tudo a dormir, banhos tomados, cozinha arrumada, cada um na sua cama. O papá também toma conta de tudo quando é preciso.

Hoje como as mães não podem ficar doentes, já levei a miúda a escola e lá vamos nos a fisioterapia.

Edna Morais *



2 comentários

Comentar post