Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Escrita sem sentido nenhum

É o nome mais justo, porque na verdade não tem sentido nenhum só uma grande vontade de escrever sobre o meu dia a dia, filhos, marido, isto de ser mulher, de estar longe dos meus, das saudades, dos bons amigos, das coisas simples...

Escrita sem sentido nenhum

É o nome mais justo, porque na verdade não tem sentido nenhum só uma grande vontade de escrever sobre o meu dia a dia, filhos, marido, isto de ser mulher, de estar longe dos meus, das saudades, dos bons amigos, das coisas simples...

28.Jul.15

#84 o que gostava de ter dito

Hoje foi à reunião de fim de ano da Inês, a última dela na creche. No final alguns pais quiseram agradecer. Eu também queria mas estava cheia de vergonha. Já tirei muitos macacos da cabeça com o passar dos anos, mas continuo a ser envergonhada e a ficar atrapalhada quando falo em voz alta à frente de pessoas que não conheço bem.

Gostava de lhes ter dito mais ou menos isto:

Obrigada por terem cuidado da minha filha quando eu não podia estar, por me terem ajudado a ser mãe, por me aturarem das poucas vezes que paniquei - principalmente no primeiro ano de vida dela- , por desculparem os meus esquecimentos, pelo mimo, pela disciplina, pelas regras, até por lhe terem ensinado que não se deve por muita comida na boca.
 O que ela é hoje também o é por vossa causa. Disseram que sabem que não são vossos, mas a verdade é que os tratam como se fossem. Obrigado do fundo do coração. 

Não disse nada, tinha tanta vontade de chorar, enquanto passavam fotos deles pequenos. Eles crescem rápido, nós sabemos mas quando vemos o coração fica pequenino. 

Espero que o Francisco tenha a mesma sorte da irmã já que vai para o mesmo sitio que ela está.

Ainda faltam 3 dias pode ser que até lá diga alguma coisa sem me desmanchar toda. 

Ainda ontem eras assim pequena e já vais para a pré.



Edna Morais *